07/09/2017 / Fonte: DR. EDUARDO M. OTANI

A Osteoporose e a atividade física

A osteoporose representa a diminuição acentuada da densidade óssea. Normalmente está associada com a idade, acometendo indivíduos idosos e principalmente as mulheres.

O aumento da força e resistência muscular está associado com a melhora da densidade óssea, pois os exercícios que promovem a aptidão muscular requerem contrações que são importantes para a saúde óssea. A musculação é uma atividade segura e eficiente para a população que tenha osteoporose.

A hidroginástica foi a atividade mais recomendada por muito tempo para os portadores de osteoporose, mas o meio líquido diminui a intensidade dos movimentos e pode não ser eficiente para a melhora do quadro de acordo com a condição físico do paciente. A caminhada já pode oferecer benefícios para essas pessoas, mas ainda serão menores que aqueles proporcionados pelas atividades com peso. Tanto a caminhada como a corrida terão efeitos limitados, pois os estímulos são localizados nos membros inferiores e coluna, não havendo adaptação nos ossos de outros segmentos.

É recomendada a monitoração da densidade mineral óssea pelo médico periodicamente, para verificar se o trabalho físico e a suplementação de cálcio estão surtindo efeito. Nas mulheres no estágio de climatério pode ser necessária a terapia de reposição hormonal.

Secondata web sistemas